Você está aqui
Página Inicial > Carnaval 2017 > Acesso SP: Ouça o samba oficial da Mocidade Unida da Mooca

Acesso SP: Ouça o samba oficial da Mocidade Unida da Mooca

Compartilhe:

 

Samba Mocidade Unida da Mooca 2019Enredo: Manto Sagrado, a História que o Tempo Bordou Compositores: Dom Marcos, Gui Cruz, Vitor Gabriel, Imperial, Rodrigo Minuetto, Luciano Rosa, Portuga, Marçal e Rodolfo Minuetto A luz do candeeiro alumiou Me faço Griot, aos pés de um baobá Sou eu quem chora o açoite Na sombra da noite, quem singra o marSão tantos sonhos à beira do caisTantas lembranças dos meus ancestraisMarcando as tramas que a vida me deu Herança que não se perdeu Um fio de esperança enfim renascerá Ao som de aguerês e alujás.Pirapora ê… Pirapora A romaria, bom Jesus abençoouTem jongo, tem batuque até o dia clarear Lere Lere, laia laia Retalhos se encontram no infinitoRio abaixo vai seguindo a procissão Bem mais que preto, verde, branco ou coloridoEu vejo o mundo no estandarte de um cordão Saudade… se traduz em poesia Num lindo pavilhão a tremular És a bandeira do samba, Manto sangrado, a ti vou me curvar.Tá na alma do sambista, essa devoçãoMinha escola é raiz, a mais pura tradição,Aprendiz de gente bamba, eu não vou negar,A Mooca é o meu lugar!#AvanteMUM #MuM2019

Posted by Mocidade Unida da Mooca – MUM on Saturday, June 30, 2018

 

Samba Mocidade Unida da Mooca 2019
Enredo: Manto Sagrado, a História que o Tempo Bordou 
Compositores: Dom Marcos, Gui Cruz, Vitor Gabriel, Imperial, Rodrigo Minuetto, Luciano Rosa, Portuga, Marçal e Rodolfo Minuetto

A luz do candeeiro alumiou
Me faço Griot, aos pés de um baobá

Sou eu quem chora o açoite
Na sombra da noite, quem singra o mar

São tantos sonhos à beira do cais
Tantas lembranças dos meus ancestrais
Marcando as tramas que a vida me deu
Herança que não se perdeu
Um fio de esperança enfim renascerá
Ao som de aguerês e alujás.

Pirapora ê… Pirapora
A romaria, bom Jesus abençoou
Tem jongo, tem batuque até o dia clarear
Lere Lere, laia laia

Retalhos se encontram no infinito
Rio abaixo vai seguindo a procissão
Bem mais que preto, verde, branco ou colorido
Eu vejo o mundo no estandarte de um cordão
Saudade… se traduz em poesia
Num lindo pavilhão a tremular
És a bandeira do samba,
Manto sangrado, a ti vou me curvar.

Tá na alma do sambista, essa devoção
Minha escola é raiz, a mais pura tradição,
Aprendiz de gente bamba, eu não vou negar,
A Mooca é o meu lugar!

 

OBS: Samba encomendado pela agremiação

Compartilhe:

Comente este notícia

Top