in , ,

Artistas buscam R$ 25 mil pra bancar exposição sobre carnavalesca Rosa Magalhães

Aos 72 anos, recém-completados, Rosa Magalhães merece todas as homenagens possíveis pelo legado construído em mais de 40 anos de serviços prestados ao Carnaval carioca. Pensando nisso, um grupo com cerca de 30 artistas está buscando pouco mais de R$ 25 mil para ajudar a viabilizar uma exposição sobre a carreira da carnavalesca da Portela no Centro Municipal de Artes Hélio Oiticica, no Centro do Rio. A ideia é abrir a mostra nos meses de fevereiro e março.

Intitulada “O legado de Rosa Magalhães”, a exposição deve contar com obras criadas por apaixonados pelos desfiles assinados pela veterana artista e incluir croquis, figurinos e objetos emprestados pela homenageada. Fazem parte da lista de expositores os carnavalescos Jack Vasconcelos (Paraíso do Tuiuti), Jorge Silveira (São Clemente), Gabriel Haddad e Leonardo Bora (Cubango) e João Vitor Araújo (Unidos de Padre Miguel). Rosa já tomou conhecimento do projeto e se comprometeu a contribuir com os admiradores.

Rosa Magalhães tem mais de 40 anos de história na Avenida. A carreira servirá como inspiração para 30 artistas realizarem uma exposição sobre ela no Rio| Foto: Irapuã Jeferson

A campanha para garantir que tudo aconteça conforme o planejado está rolando através de uma plataforma online de financiamento coletivo. Até agora, conta com 19 apoiadores e já arrecadou um total de R$ 1.860 — o suficiente para cobrir apenas a impressão de fotos e a compra de molduras. Falta dinheiro para bancar materiais de montagem e iluminação, divulgação do evento, sinalização do espaço e até mesmo o pagamento da equipe envolvida no trabalho.

Exposição sobre carreira de Rosa Magalhães depende de colaborações financeiras de internautas para acontecer com infraestrutura completa | Foto: Divulgação

‘Momento bem difícil’, relata curador

Quem relata ao Sambarazzo como tem sido difícil dar asas à ideia é Leonardo Antan, do portal Carnavalize e da empresa Rico Produções Artísticas, responsável pela curadoria da exposição. Conforme explica o jovem, a utilização do espaço localizado na Praça Tiradentes foi garantida através de um edital, mas a qualidade da ocupação depende mesmo é da boa vontade dos doadores.

— Ainda estamos tentando. Procuramos algumas escolas e empresários do carnaval, mas a gente vive um momento bem difícil pra folia e pra arte, em geral. Um momento de precarização e bastante dificuldade pra levantar projetos como esse. Já fizemos outras homenagens a carnavalescos, em espaços menores, que também não tinha patrocínio. Mas, para o tamanho e a importância da homenagem da Rosa, a gente precisou articular alguma receita pra viabilizar o projeto da melhor maneira possível — diz Leonardo.

Colaboradores ganham recompensas

Como contrapartida à atitude solidária, os internautas que fizerem um esforcinho pra ajudar a turma da exposição ganham brindes que vão de cartão postal temático a uma visita guiada junto com os autores das obras. Há também a possibilidade de ganhar desenhos exclusivos feitos pelos carnavalescos envolvidos no projeto e até cartazes de enredos antigos que Rosa assinou ao longo da carreira, em peças do designer gráfico Thiago Santos, autor de inúmeras logomarcas do Grupo Especial nos últimos anos.

Doe e receba doação! Cartazes de enredos antigos de Rosa são possíveis prêmios para quem colaborar com a exposição | Foto: Reprodução/Facebook

É possível contribuir com valores que vão de R$ 10 a R$ 1.400 e o prazo acaba nesta quinta-feira, 17. Caso o valor almejado não seja arrecadado, o evento acontecerá com uma infraestrutura reduzida. Há também a intenção de ocupar o espaço cultural com uma segunda exposição referente ao desfile de 2018 da Acadêmicos do Cubango, da Série A, que falou sobre a arte plástica do Bispo do Rosário. O crowdfunding contempla as duas iniciativas.

What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Written by Elisa Fernandes

Império de Casa Verde e Nenê realizam grandes ensaios e são os destaques da primeira semana.

É nesta sexta (25)! Estácio de Sá recebe Mocidade no Projeto uma noite no Berço do Samba