Você está aqui
Página Inicial > Carnaval 2017 > Cantora Alcione é enredo de escola do Grupo Especial de SP

Cantora Alcione é enredo de escola do Grupo Especial de SP

Compartilhe:
Foto: Divulgação / Site Oficial Alcione / alcioneamarrom.com.br

A escola de samba, Mocidade Alegre, anunciou em um evento apenas para convidados e fechado à imprensa, o seu enredo para o carnaval de 2018. A escola transmitiu toda a festa em sua página em uma rede social, o Facebook. Como as suas coirmãs, a Unidos do Peruche e a Mancha Verde, que irão homenagear grandes sambistas como Martinho da Vila e o Grupo Fundo de Quintal respectivamente, a noite da última quarta-feira (19) foi a vez da Morada do Samba a anunciar o seu tema que também será em homenagem a uma das grandes cantoras e compositoras do samba brasileiro.

A Mocidade Alegre, sexta colocada do Grupo Especial de SP em 2017, escolheu como tema “A Voz Marrom que não Deixa o Samba Morrer”, que homenageá à cantora Alcione, que completará 70 anos de idade e 45 de carreira, em 2017.

Alcione Dias Nazareth nasceu em São Luís do Maranhão no dia 21 de novembro de 1947. O nome de batismo foi ideia de seu pai, inspirado na personagem Alcíone, a protagonista do romance espírita ‘Renúncia’, psicografado por Chico Xavier. Alcione é a quarta de nove irmãos (cinco homens e quatro mulheres), é radicada atualmente no Rio de Janeiro, e tem em sua carreira um verdadeiro divisor de águas, na década de 70, ao lançar e cantar seu primeiro sucesso ‘Não Deixe o Samba Morrer’, a partir daí Marrom alcançou grandes feitos com inúmeros prêmios.

Marrom foi homenageada pela Unidos da Ponte, em 1994, com o enredo“Marrom da cor do samba”, desenvolvido pelo carnavalesco Washington Luiz , e terminou no décimo quinto lugar do Grupo Especial.  A sambista é figura carimbada nos desfiles da Estação Primeira de Mangueira, escola de seu coração.

A sinopse do enredo será entregue aos compositores nos próximos dias. Em 2017,a Mocidade Alegre levou para o Anhembi o enredo “A vitória vem da luta, a luta vem da força, e a força, da união”, terminando fora dos desfiles das campeãs, na sexta posição.

Ouça o samba da Unidos da Ponte para o carnaval de 1994:

Compositor: Nilson Chamêgo/ Charles Santana/ Chiquinho Do Banjo

Jorra da fonte um turbilhão de poesias
Vem minha estrela iluminar
Abrilhantando nosso show
De fantasias com a magia da canção, ô, ô
De fantasias com a magia da canção
Mulher dengosa, amor
Marrom guerreira
O dom da voz lhe ajudou a encantar
Meu Rio moleque dançou
Ao som do trompete
Se encantou com a sedução
Da flor sublime e raiz do Maranhão

No sufoco da disputa
A menina foi à luta
E entregou-se às emoções
E com a luz do seu afã
Fez a Mangueira do Amanhã
Uma esperança a novos corações

Canta marrom
Reflete ao mundo inteiro quem tu és (quem tu és)
Porque hoje a minha Ponte
Colorida e deslumbrante
Coloca esta avenida aos teus pés

E brilha meu São Luís
Bumba-meu-boi vai dançar (bis)
No seu balanço minha escola vai passar

Compartilhe:

Comente este notícia

Top