Você está aqui
Página Inicial > Carnaval 2017 > Em noite com seis escolas, Vai-Vai e Terceiro Milênio rasgam a Avenida e são os destaques; Peruche e Colorado fazem bons ensaios

Em noite com seis escolas, Vai-Vai e Terceiro Milênio rasgam a Avenida e são os destaques; Peruche e Colorado fazem bons ensaios

Compartilhe:

A noite do ultimo sábado (28) foi de muito samba nos ensaios técnicos no sambódromo do Anhembi. A passarela Paulistana recebeu seis grandes escolas, sendo três do Grupo Especial (Unidos do Peruche, Rosas de Ouro e Vai-Vai) e três do Acesso (Imperador do Ipiranga, Estrela do Terceiro Milênio e Colorado do Brás). Com a entrada gratuita o sambódromo recebeu um ótimo público para assistir mais de 6 horas de muito samba.  O treino começou religiosamente as 19h, fato que não ocorreu nos últimos ensaios, devido a forte chuva que caiu nas ultimas semanas.

Créditos fotos: Nelson Gariba, Hauana Caetano e Carlos Lima / Radio Sintonia de

A primeira agremiação a realizar o seu ensaio técnico foi a Unidos do Peruche que irá para o Avenida com o enredo ” A Peruche no maior axé exalta Salvador, cidade da Bahia, caldeirão de raças, cultura, fé e alegria”, assinado pelo a dupla de carnavalesco Murilo Lobo e Sérgio Caputo Gall. A Peruche foi para o seu segundo ensaio no Anhembi, e o destaque foi a junção entre a Bateria a ‘Rolo Compressor’, regia por Mestre Call e o Carro de Som, que é capitaneado por Toninho Penteado. A Bateria realizou um bom andamento do samba composto D’Xangô, Douglas Chocolate, Leo Reis, Juliano, Celsinho Mody, Guga Pacheco, Tio Do, Paulinho Sorriso e Marcio Zanato, onde Call realizou algumas paradinhas e bossas. Já Toninho Penteado que tem uma das vozes mais inconfundíveis cantou o hino perucheano em plenos pulmões, o samba do Peruche é um dos mais bonitos do carnaval de São Paulo, com grande maestria. Outro ponto positivo do treino foi o primeiro casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira, Fabiano Dourado e Thaís Paraguassú, que realizou uma grande apresentação muita mais segura que a da semana passada, onde a Peruche ensaio debaixo de uma forte chuva.  A “Filial do Samba” voltará ao sambódromo para o último ensaio no próximo dia 10 de fevereiro.

Fotos: Nelson Gariba e Hauana Caetano / Radio Sintonia de Bambas

A segunda escola a se apresentar no Anhembi foi a Imperado do Ipiranga, agremiação do Grupo de Acesso, que levará para a Avenida o enredo reeditado de 2004 “Ipiranga, berço esplêndido de um povo heroico”, desenvolvido Mauro Xuxa.  A Imperador realizou seu último ensaio técnico, e o destaque foi mais uma vez o irreverente interprete Adaílton Almeida, que levou o samba composto por  Marcinho Queleke, Robson Batuta e Dall, com muita maestria em seu canto. O ponto negativo no ensaio foi o canto da escola que esteve muito abaixo, várias alas não cantavam um dos grandes sambas do carnaval de São Paulo. A imperador realizou neste sábado (28) o seu último ensaio técnico em 2017, a próxima vez que a agremiação pisará no Anhembi será no dia 26 de Fevereiro.

Fotos: Nelson Gariba e Hauana Caetano / Radio Sintonia de Bambas

Logo em seguida chegou a vez de mais uma entidade do Grupo de Acesso, a Estrela do Terceiro Milênio, que levará para o Anhembi o enredo “Para um bom entendedor um pingo é letra e o símbolo uma palavra”, desenvolvido pelo carnavalesco Eduardo Félix, que irá para o seu sétimo desfile consecutivo na escola. A Terceiro Milênio realizou o seu primeiro treino e destaque da entidade foi o canto da comunidade do bairro do Grajaú, que fica na Zona Sul de São Paulo, que cantou a plenos pulmões o samba em todos as alas. Outro destaque foi o carro de som, que é capitaneado pelo experiente Vaguinho, que levou o samba composto por Ricardo Neto, Maradona, Turko, Rafa do Cavaco e Leandro Flexa, com grande maestria pelos mais de 500 metros do Anhembi. Outro ponto positivo também do ensaio foi a bateria ‘Pegada da Coruja’, que e regida por Mestre Diego, onde apresentou algumas paradas e breques, nos refrões do samba.  O último treino da agremiação será no dia 12 de Fevereiro.

Fotos: Joanderson Andrade e Adriano Mendes

A quarta agremiação a pisar na Avenida foi a Rosas de Ouro, que realizou o seu segundo ensaio, onde levará para o Anhembi o enredo “Convivium. Sente-se à mesa e saboreie”. desenvolvido pelo carnavalesco André Machado. O destaque do Rosas foi mais uma vez a junção da Bateria ‘Com Identidade’, regida por Mestre Rafa, e pelo Carro de Som, capitaneado pelo grande interprete Royce do Cavaco. A bateria de Mestre Rafa, apresentou um ritmo mais cadenciado pelo Anhembi, além  de executar algumas convenções e  bossas que levantou a Avenida. Já o carro de som, regido por Royce, levou o samba composto por Aquiles da Vila, Guiga Oliveira, Fabiano Sorriso, JC Castilho, Marcus Boldrini, Salgado Luz, Rapha SP e Vaguinho, de forma correta com muita alegria e competência. Já o destaque negativo do ensaio foi a Harmonia da escola, que na entrada da bateria n0 segundo boxe não segurou a cabeça da escola e devido a a esse erro apresentou um buraco entre a ala à frente da bateria e a que vinha logo após o carro de som. Devido a esse problema a escola correu e as alas não cantaram como havia ocorrendo antes do problema.   O ultimo ensaio da Azul e Rosa será no próximo dia 3 de Fevereiro.

Foto: Rede Social da Rosas de Ouro

A penúltima agremiação a realizar o seu ensaio foi a Colorado do Brás, que levará para o Anhembi o enredo “Luz, câmera, ação…A Colorado apresenta: a “Roliúde” no sertão”, desenvolvido pelo carnavalesco Leonardo Catta Preta, que irá debutar no Anhembi em 2017.  A Colorado foi para o seu primeiro ensaio, já nos primeiros minutos do domingo (29), e o destaque da escola foi a bateria que é regida por uma dupla de Mestres Allan e Bola, que foi com uma pegada cadenciada com poucas paradinhas e breques mas que sustentou o samba com muita maestria. Outro ponto de destaque foi o carro de som, que é capitaneado pelo jovem Chitão Martins, que cantou com muita segurança o samba composto por Thiago Morganti, Ronny Potolski, Sukata, Igor Vianna, Michel Mammoccio, Tubino, Willian Tadeu, Butti, Walter Jr, Lo Robson, André Valêncio, Diley, André Filosofia, Victor Alves e Meiners. O último ensaio do Colorado será no próximo dia 11 de Fevereiro.

Fotos: Nelson Gariba e Hauana Caetano / Radio Sintonia de Bambas

A ultima agremiação a pisar no Anhembi, foi a Escola do Povo, a Vai-Vai, que começou o seu ensaio já por volta das 1h10 da manha de domingo (29). A agremiação levará para a Avenida o enredo “No Xirê do Anhembi, a Oxum mais bonita surgiu… Menininha, mãe da Bahia – Ialorixá do Brasil”, desenvolvido por uma comissão de carnaval (Alexandre Louzada, André Marins e Júnior Schall). A Vai-Vai foi para o seu segundo treino no Anhembi, e o destaque principal foi o canto da comunidade do Bexiga, onde todas as alas cantaram com muita empolgação pela Avenida e também mais uma vez o carro de som, capitaneado pelo interprete Wander Pires, que levou um dos melhores sambas do carnaval Paulistano que é composto por Edegar Cirillo, Marcelo Casa Nossa, André Ricardo, Dema, Leonardo Rocha e Rodolfo, com maestria pelo Anhembi com muita segurança.  Outro ponto de destaque foi a bateria ‘Pegada de Macaco, comandada por Mestre Tadeu, que colocou um andamento acelerado que casou com o seu carro de som, onde foi o melhor da noite de treinos. O ultimo ensaio técnico da Vai-Vai será no ultimo dia dos treinos, no dia 17 de Fevereiro.

Créditos fotos: Nelson Gariba, Hauana Caetano e Carlos Lima / Radio Sintonia de Bambas
Compartilhe:

Comente este notícia

Top