Você está aqui
Página Inicial > Carnaval 2017 > Estrela do Terceiro Milênio e Tatuapé são os destaques da noite de ensaios técnico

Estrela do Terceiro Milênio e Tatuapé são os destaques da noite de ensaios técnico

Compartilhe:
Fotos: Hauana Caetano / Radio Sintonia de Bambas

O último domingo (12) no Anhembi se encerrou a penúltima semana de ensaios técnicos no sambódromo de São Paulo, com o treino de quatro agremiações, sendo três do Grupo Especial e uma do Grupo de Acesso.  A Primeira a pisar na Passarela do Samba Paulistano, às 19h em ponto, foi a Estrela do Terceiro Milênio, entidade do Grupo de Acesso, logo em seguida vieram as agremiações do Grupo Especial, Dragões da Real, Acadêmicos do Tatuapé e Mancha Verde. O Anhembi teve um público regular para bom durante todo a noite de treinos.

A primeira a pisar na Avenida foi a Estrela do Terceiro Milênio, que irá para o Anhembi com o enredo “Para um bom entendedor um pingo é letra e o símbolo uma palavra”, desenvolvido pelo carnavalesco Eduardo Félix, que irá para o sétimo desfile consecutivo na agremiação. A Terceiro Milênio realizou o seu último treino, e o destaque foi o carro de som, capitaneado pelo competente e experiente Vaguinho, onde levou o samba composto por Ricardo Neto, Maradona, Turko, Rafa do Cavaco e Leandro Flexa, de uma forma muito linear durante todo o ensaio e ainda ajudou na evolução da escola, fazendo a comunidade da Zona Sul cantar a plenos pulmões. Outro ponto positivo foi a Bateria ‘Pegada da Coruja’, de Mestre Diego, que abusou nas bossas e paradinhas que levantaram os presentes. A Terceiro Milênio abrirá a noite de desfiles do grupo de acesso no domingo de caarnaval, dia 26 de fevereiro.

Fotos: Joanderson Andrade e Adriano Mendes

A segunda escola a realizar o seu ensaio foi a Dragões da Real, onde levara para a Avenida o enredo “Dragões canta Asa Branca”, desenvolvido por uma comissão de carnaval (Dione Leite, Jorge Silveira, Márcio Gonçalves e Rogério Félix.). A Dragões realizou  o seu ultimo treino antes dos desfiles oficiais e o destaque foi a comissão de frente, coreografada por Anderson Rodrigues, levará uma coreografia voltada para os imigrantes nordestinos que saem do sertão para buscar uma vida nova na cidade de São Paulo. Outro destaque foi a bateria ‘Ritmo que incendeia’, comandada pelo Mestre Tornado, realizou diversas paradinhas e bossas no decorrer do treino, que levantou o Anhembi. Outro ponto positivo foi a organização e disciplina apresentada pela escola. A Dragões será a quarta escola a desfilar na segunda noite do grupo Especial,  no sábado de carnaval , dia 25 de fevereiro.

Fotos: Pera Dragões da Real

A penúltima entidade a realizar o seu treino foi a Acadêmicos do Tatuapé, que levará para o Anhembi o enredo “Mãe África conta a sua história: Do berço sagrado da humanidade à abençoada terra do grande Zimbabwe”, assinado pelo estreante Flávio Campello. A Tatuapé realizou o seu segundo ensaio e o destaque foi a Bateria ‘Qualidade Especial’ de mestre Higor que apresentou um andamento acelerado com varias paradinhas e bossas durante os mais de 500 metros da Avenida. Outro destaque da noite foi o carro de som, regido por Celsinho Mody, que apresentou um sincronismo impar com a bateria e com os componentes do carro de som e de quebra impulsionou o canto da agremiação com o belo samba de Fabiano Tenner, Mike e Luizinho Ramos. A Tatuapé realizará na próxima quinta, dia 16 de fevereiro seu último ensaio técnico no sambódromo.

Foto: Rede Social da Tatuapé

A ultima a pisar na Avenida foi a campeã do Grupo de Acesso em 2016, a Mancha Verde, que levará para o Anhembi o  enredo “Zé do Brasil – um nome e muitas histórias…”, desenvolvido pelo carnavalesco Pedro Alexandre, o Magoo. A Mancha realizou o seu ultimo teste antes do desfile oficial, e o destaque foi a junção entre o Carro de Som, capitaneado por Fredy Vianna e a Bateria ‘Puro Balanço’ regida por Maradona. A Ala musical da Mancha deu um show durante a Avenida levantando a arquibancada, muito pelo samba assinado por Celsinho Mody, Alê, Rodrigo e Wladi que é funcional para a entidade, e a bateria que realizou um andamento conservador com poucas bossas e paradinhas, porém com muita pega. Outro destaque foi o casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira, Marcelo Luiz e Adriana Gomes, nota máxima no ultimo desfile. A dupla apresentou uma coreografia leve e bem clássica durante a Avenida. A  Mancha passará pelo Anhembi no sábado de carnaval, dia 25 de Fevereiro, abrindo a segunda noite.

Fotos:Nelson Gariba, Hauana Caetano e Carlos Lima / Radio Sintonia de Bambas
Compartilhe:

Comente este notícia

Top