Você está aqui
Página Inicial > Acadêmicos da Rocinha > Escolas da Série A abrem o espetáculo na Sapucaí logo mais

Escolas da Série A abrem o espetáculo na Sapucaí logo mais

Compartilhe:

Às 21h desta sexta-feira, 8, as atenções no Rio de Janeiro estarão voltadas para a Marquês de Sapucaí, quando terá início  a maratona de desfiles na Marquês de Sapucaí, com a apresentação das escolas de samba da Série A, formada a partir da junção dos antigos grupos de acesso A e B. Apenas uma escola, a vencedora, vai garantir vaga no Grupo Especial em 2014, enquanto as três últimas colocadas passarão, no ano que vem, a desfilar no Grupo C, na Estrada Intendente Magalhães, no Campinho.

As nove agremiações que estarão na Avenida hoje são (por ordem de apresentação) são:

1) Unidos do Jacarezinho – com o enredo “Puxador, não. Intérprete!”, desenvolvido pelo carnavalesco Marcus Ferreira, que vai homenagear Jamelão;

2) Porto da Pedra – vai apresentar o enredo “Me diga o que calças e eu te direi quem és!”, desenvolvido pelo carnavalesco Leandro Valente, vai mostrar a evolução dos calçados;

3) Acadêmicos de Santa Cruz – enredo “O Dragão do mar e a lenda do Ceará”, abordando a história do estado do Nordeste brasileiro. O desfile é assinado por Munir Nicolau e Sylvio Cunha;

4) Unidos da Vila Santa Tereza – “Axé – no caminho das águas sagradas” é o título do enredo, do carnavalesco Guilherme Alexandre;

5) União do Parque Curicica – Vai reeditar o enredo e o samba da Portela de 1994, “Quando o samba era samba”, numa homenagem aos 90 anos de fundação da escola de Monarco e Paulinho da Viola, entre outros bambas. O desfile é de responsabilidade do carnavalesco Paulo Brasil;

6) Estácio de Sá – O Carnavalesco Jack Vasconcelos assina o desfile que será um homenagem ao maestro e compositor Rildo Hora, com o enredo “Rildo Hora: A ópera de um menino… No toque do realejo, rege seu destino!”;

7) Alegria da Zona Sul – Vai levar à Avenida uma homenagem ao tradicional Cordão da Bola Preta, com o enredo “Quem não chora não mama”, do carnavalesco Eduardo Gonçalves;

8) Acadêmicos da Rocinha – Enredo: “Mistura de Sabores e Raças – Uma Feijoada à Brasileira”, de Luiz Carlos Bruno;

9) Unidos do Viradouro – “Nem melhor nem pior, que não sai da minha mente. Inspiração para o meu samba, eu também sou diferente” é o título do enredo, de Max Lopes. O desfile será uma homenagem ao Salgueiro;

Desfile de sábado, 9:

1) União de Jacarepaguá – Tem como carnavalesco Jorge Caribé. O título do enredo é “Dos Barões do café à Cidade Universitária. Vassouras, ouro verde do Brasil!”;

2) Paraíso do Tuiuti – “Ao mestre do riso com carinho: as caras do Brasil”, para reverenciar Chico Anysio. O espetáculo foi preparado pelo carnavalesco Cid Carvalho;

3) Tradição – A azul e branco do Campinho tem o carnavalesco Orlando Junior, que desenvolveu o enredo “Das maravilhas do mar, fez-se o esplendor de uma noite”. O samba é um dos clássicos portelenses;

4) Império Serrano – O enredo é Caxambu: O milagre das águas na fonte do samba”, do carnavalesco Mauro Quintaes;

5) Acadêmicos do Cubango – “Teimosias da Imaginação” é o enredo da escola de Niterói que leva a assinatura de Seero Luzardo;

6) Sereno de Campo Grande – Tentará o título com o enredo “Na busca da paz, equilíbrio e harmonia. Bem aventurados sejam os que ouvem a voz de Deus!”, de Amarildo de Mello.

7) Império da Tijuca – “Negra, pérola mulher”, assinado pelo carnavalesco Junior Pernambucano, é o enredo da escola;

8) Caprichosos de Pilares – A azul e branco apresentará o enredo “Fanatismo… Enigma da mente humana”. Amauri Santos assina o espetáculo da azul e branco;

9) Unidos de Padre Miguel – Assina o desfile o carnavalesco Edson Pereira, autor do enredo “O Reencontro entre o céu e a terra no Reino de Alá Àfin Oyó”;

10) Renascer de Jacarepaguá – rebaixada ano passado, a escola apresentará o enredo “Rio: uma viagem alucinante”, desenvolvido por uma comissão de carnaval.

 

 

 

Compartilhe:

Comente este notícia

Deixe uma resposta

Top