in , , , ,

Átila quer voltar a ser mestre de bateria

 

Consagrado como um dos grandes diretores de baterias do Carnaval, Átila Gomes ingressou na política de sua escola de coração, o Império Serrano e, desde que virou presidente, afastou-se das baterias. Quase ao final de seu mandato (as eleições no Império Serrano acontecem a 18 de maio), falou ao TUDO DE SAMBA sobre seu desejo de voltar a exercer o velho ofício.

– Amo estar à frente de uma bateria. E quero muito voltar a fazer isso. Estou certo de que não desaprendi e tenho muito a colaborar com o samba, neste aspecto – revelou.

Depois de um ano extremamente desgastante, a performance da verde e branca não foi do jeito que Átila esperava. Com um misto de decepção pelo desfile e uma sensação de dever cumprido, o presidente quer cumprir o mandato até o fim e vai decidir nos próximos dias se concorrerá à reeleição. Entretanto, tem certeza absoluta de que é perfeitamente possível conciliar uma eventual função diretiva no Império Serrano com a condição de Mestre de bateria de uma escola do Grupo Especial.

– Vou decidir nos próximos dias o que farei quanto à tentativa de reeleição. Mas de qualquer forma não vejo qualquer impedimento em ser presidente do Império e cuidar de uma bateria no Grupo Especial. Minha escola está organizada, administrativamente saneada, e o grupo de trabalho é excelente. Portanto, zero de dificuldade em conciliar os dois trabalhos, e faria os dois com imenso prazer – ponderou ele.

Questionado sobre possíveis trabalhos no Grupo Especial, especialmente sobre a atual posição da Grande Rio, que está sem diretor de bateria sob contrato, Átila revelou que seria uma alegria, um verdadeiro sonho ingressar nas fileiras da escola de Duque de Caxias. Acrescentou ainda que este era um desejo do mestre Odilon, pelas próprias características artísticas que os unem.

– Grande Rio é uma escola espetacular. Forte em quesitos, comunidade impressionante, organização e carisma. Há diversas escolas excelentes e a de Caxias é uma delas, sem dúvida. Seria um sonho pra mim, eles têm ritmistas fantásticos, um desafio mesmo muito agradável. Como se não bastasse, um dos mestres dos mestres, Odilon, que parou no auge, disse algumas vezes que abençoaria este casamento, até porque sempre tivemos estilos parecidos. Vocês tocam neste assunto e já estou aqui, ansioso, doido pra começar a botar a mão na massa, numa grande bateria – concluiu.

What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Written by tudodesamba

Unidos de Padre Miguel: carnavalesco diz que diretor de harmonia prejudicou a escola

Carnavalesco nega que tenha sido demitido da Caprichosos: “Eu pedi para sair”