Você está aqui
Página Inicial > Carnaval 2017 > Mocidade Alegre e Vai-Vai são os destaques da segunda semana de treinos no Anhembi

Mocidade Alegre e Vai-Vai são os destaques da segunda semana de treinos no Anhembi

Compartilhe:

A segunda semana de ensaios técnicos no Sambódromo do Anhembi foi de tirar o fôlego dos sambistas e também do público presente nos três dias de treinos. A sexta (12) ficou reservado para duas agremiações do Grupo Especial,  Mocidade Alegre e Mancha Verde, ambas faram homenagem a grandes nomes do samba, a Morada falará sobre a cantora Alcione, já a Mancha levará para a Avenida a história do Grupo Fundo de Quintal. Já o sábado (13) foi um dia repleto de escolas, com a Colorado do Brás, Nenê de Vila Matilde ( Grupo de Acesso), em seguida vieram as agremiações do Grupo Especial, com Vila Maria, Rosas de Ouro, Gaviões da Fiel e Vai-Vai. O domingo (14) foi bem mais econômico em escolas só a Dragões da Real, do Grupo de Elite desfilou, juntamente com Pérola Negra e Barroca Zona Sul, do Grupo de Acesso.

A Primeira a pisar na Avenida foi a Mocidade Alegre, a escola levará para a Avenida o enredo “A Voz Marrom que Não Deixa o Samba Morrer”. O destaque do ensaio foi a sua organização durante toda a Avenida, a Morada do Samba apresentou alas compactas e muito bem ensaiadas, com um canto muito satisfatório a agremiação resgou o chão da Avenida. Outro destaque foi a bateria Ritmo Puro, comandada por Mestre Sombra, que realizou algumas paradas e breques sempre apoiado pelo surdo um, característico da Mangueira, escola de coração da homenageada Alcione. Um ponto emocionante do ensaio foi a homenagem que a Ala de Baianas da Mocidade fez a co-irmã Acadêmicos do Tucuruvi, onde na saia havia uma frase “Somos Todos Tucuruvi”, que na semana passada sofreram com o incêndio que atingiu o ateliê de fantasias.  A Mocidade Alegre será a terceira escola a desfilar no sábado de carnaval, no Sambódromo do Anhembi.

A ultima a pisar na Avenida, na última sexta (12) foi a Mancha Verde, que levará para a Avenida o enredo “A amizade. A Mancha agradece do fundo do nosso quintal”. A agremiação fez um ensaio regular, porém o ponto alto do treino foi a Ala Musical, comandada por Fredy Vianna e o casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira, Adriana é Marcelo, que passou pela a Avenida com a Fantasia do último carnaval. A ala Musical levantou toda a Avenida com o belo samba composto por Sereno, Marcelo Casa Nossa, Darlan Alves, R Silva, R Minueto, Vitor Gabriel e Gui Cruz. Já o Casal passou na Avenida com uma coreografia muito sincronismo e leveza pelo Sambódromo. A Mancha será a quarta escola a pisar na Avenida na sexta de folia.

Foto: Marcelo Messina/Liga SP

O sábado foi repleto de grandes escolas e a primeira a realizar o seu treino foi a vice-campeã do Grupo de Acesso, a Colorado do Brás, que levará para a Avenida o enredo “Axé – Caminhos que levam a Fé”. O destaque do treino foi o carro de som, capitaneado por Chitão Martins e o canto da comunidade do bairro do Brás. A agremiação também foi bastante elogiada em sua organização nas alas e se apresentou compactas e muito animadas. A Colorado do Brás será a quarta agremiação a desfilar no domingo de carnaval.

Foto: Marcelo Messina/Liga SP

A segunda escola da noite foi a tradicional Nenê de Vila Matilde, que levará para a Avenida o enredo “A epopeia de uma Deusa africana”. O destaque do ensaio foi o canto da comunidade matildense, que mostrou-se linear durante toda a Avenida, juntamente com a guarra de seus componentes, que querem levar novamente a agremiação ao Grupo Especial. Outro destaque foi para o bom rendimento do samba e a boa apresentação de Agnaldo Amaral, com o carro de som. A Nenê  será a terceira escola a desfilar no domingo de carnaval, no Sambódromo do Anhembi.

Foto: Marcelo Messina/Liga SP

A terceira a pisar na Avenida foi a Vila Maria, que levará para o Anhembi o enredo “Aproveitam-se de minha nobreza, você não soube, não te contaram? Suspeitei desde o princípio! Não contavam com minha astúcia! Arriba Bolanõs, Arriba Vila, Arriba México”. A Vila realizou um segundo ensaio bastante superior ao seu primeiro, e o destaque foi mais uma vez a bateria Cadência da Vila, que abusou das bossas e paradinhas muito bem ensaiadas. O Outro ponto forte do ensaio foi a harmonia e a evolução da agremiação, muito pelo o bom samba-enredo dos compositores Dudu Nobre, Rafa do Cavaco, Turko, Maradona, Diego Nicolau, Pepe Niterói, Marcelo Nunes, Evandro Bocão e André Diniz. A Vila Maria será a sétima e última escola a desfilar no sábado de carnaval.

Foto: Marcelo Messina/Liga SP

A quarta escola a realizar o seu treino foi a Rosas de Ouro, que tem com enredo “Pelas estradas da vida, sonhos e aventuras de um herói brasileiro”. O destaque da Roseira foi a bateria Com Identidade, regida por Mestre Rafa, que mostrou várias bossas e sustentou muito bem o samba composto Aquiles da Vila, Guiga Oliveira, Fabiano Sorriso, JC Castilho, Marcus Boldrini, Rafa Crepaldi, Rapha SP, Salgado Luz e Vaguinho. Outro destaque foi o primeiro casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira, Marquinhos e Isabel Casagrande, se destacou pelo sincronismo e leveza durante toda a dança. A Rosas de Ouro será a sexta escola a desfilar na sexta-feira de carnaval, no Sambódromo do Anhembi.

Foto: Marcelo Messina/Liga SP

A penúltima agremiação a realizar o seu ensaio foi a Gaviões da Fiel, que tem o enredo “Guarus – Na aurora da criação, a profecia Tupi… Prosperidade e paz aos mensageiros de Rudá”. O destaque dos Gaviões foi a Bateria Ritmão, comandada por Mestre Ciro, que sustentou muito bem o samba-enredo composto Luciano Costa, Bruno Muleke, Totonho, Alex, Fabio Palácio, Neto, Reinaldo Jr. e Fadico, juntamente com o carro de som, capitaneado por Ernesto Teixeira. Outro destaque foi a comissão de frente,coreografada por Edigar Junior, que apresentou uma coreografia complicada porém muito bem executada pelos bailarinos. Os Gaviões da Fiel será a quinta agremiação a desfilar no sábado de carnaval.

Foto: Marcelo Messina/Liga SP

A última a pisar na Avenida, no sábado (13) foi a Vai-Vai, que levará para o Anhembi o enredo em homenagem ao cantor e compositor Gilberto Gil “Sambar com fé eu vou”. O destaque da escola foi a Bateria Pegada de Macaco, regida por Mestre Tadeu e Bete, que apresentou um andamento do samba muito acelerado que ajudou bastante o conto da comunidade.  Outro destaque foi a dobradinha de interprete, Grazzi Brasil e Gilsinho, que reestreia na Vai-Vai. A dupla apresentou uma sincronia bastante satisfatória e levantou o Anhembi. A Vai-Vai será a quarta escola a desfilar, no sábado de carnaval.

Foto: Marcelo Messina/Liga SP

O domingo (14) foi bastante econômico nos treinos, porém com muita qualidade, a primeira a realizar o seu ensaio a Dragões da Real, unica escola do Grupo Especial a realizar o seu treino. A Dragões levará para o Anhembi o enredo “Minha Música, Minha Raiz. Abram a Porteira Para Essa Gente Caipira e Feliz”. O destaque do treino foi a Ala Musical, comandada por Renê Sobral, que realizou uma grande atuação, onde sustentou o samba com muita categoria durante toda a Avenida. Outro destaque foi o canto da comunidade que a plenos pulmões entoaram o samba pela Avenida. A Dragões da Real será a sexta agremiação a desfilar no sábado de carnaval pelo Grupo Especial.

Foto: Marcelo Messina/Liga SP

A segunda a pisar na Avenida foi a Pérola Negra, que levará para a Avenida “Numa viagem arretada por terras nordestinas, a Joia Rara do Samba embarca rumo ao maior São João do Mundo: Campina Grande”. O destaque da escola foi a Bateria, que é regida pelo mestre Fernando Neninho, que estava no Camisa Verde e Branco. Neninho abusou das bossas muito bem executada pelos seus ritmistas. Outro destaque foi o casal de mestre-sala e porta-bandeira, Eliane Sales e Leno, que apresentou um perfeito sincronismo no decorrer da avenida.

Foto: Marcelo Messina/Liga SP

A última a pisar na Avenida foi a Barroca Zona Sul, escola que retorna ao Grupo de Acesso. A Agremiação levará para a Avenida o enredo “Carnevale. A magia da folia”. Os destaques do ensaio foia bateria Tudo Nosso, que desenvolveu bossas muito bem executadas e mostraram entrosamento positivo entre os ritmistas e o time de canto, comandado pelo intérprete carioca Pixulé, que faz a sua estreia no carnaval de São Paulo, e mostrou uma ótima sustentação do samba enredo composto por Sukata, Morganti, Jairo Roizen, Willian Tadeu, André Filosofia, André Valêncio, Robson Cezar e Tubino Meiners. A Barroca da Zona Sul abre a noite de desfiles do grupo de Acesso, no domingo de carnaval.

Foto: Marcelo Messina/Liga SP
Compartilhe:

Comente este notícia

Top