in , , , , ,

Portela foi à Avenida e fez ensaio morno

Um ensaio morno e até certo ponto decepcionante. Assim pode-se definir a passagem da Portela na noite de sábado, 19, na Passarela do Samba. O canto dos componentes talvez tenha sido um dos pontos que mais surpreenderam negativamente. No chão da escola faltou vibração, apesar de a azul e branco ter um samba-enredo considerado um dos melhores do ano por muitos críticos.

O desempenho da escola nas primeiras alas deu a impressão de que o ensaio seria arrebatador, com a torcida lotando o setor 3 da Sapucaí. Ainda que a maioria das alas da comunidade soubesse o samba, nem todos os componentes atravessaram a pista com a conhecida vibração portelense. O problema da falta de canto e de comprometimento com o ensaio foi mais flagrante na Ala da Paz. Dos cerca de 300 componentes – contingente maior que a bateria – podia se contar nos dedos os que sabiam cantar o samba. A maioria entrou no Sambódromo sem sequer conhecer o refrão.

A comissão de frente, comandada por Márcio Moura e tendo como destaque o ator de diretor da TV Globo Jorge Fernando, fez coreografias bem ensaiadas, com ginga de malandro, e que arrancaram aplausos do público.

Há mais de duas décadas casados e atuando juntos, o competente casal de mestre-sala e porta-bandeira, formado por Robson e Ana Paula, estreante na Portela, mostrou boa sincronia nos movimentos e passou pelas cabines onde estarão os jurados no dia do desfile esbanjando segurança.

A atuação da bateria de mestre Nilo Sérgio também foi um dos pontos positivos da noite, embora, ao final do ensaio, o mestre tenha assumido que houve problemas nas marcações.

“Madureira… onde o meu coração se deixou levar” é o título do enredo da escola, que leva a assinatura de Paulo Menezes. A Portela encerrará o espetáculo de Domingo de Carnaval.

Fotos Ricardo Almeida/Divulgação

 

What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Written by Redação TDS

Comments

Deixe uma resposta

Loading…

0

Comente este notícia

Filha de Paulinho da Viola será musa do Timoneiros

Porto da Pedra peca por falta de canto no ensaio técnico do Sambódromo