Rocinha agradou o público com desfile marcado pela irreverência

Comissão de frente e alegria dos desfilantes foi um dos destaques da apresentação da escola de São Conrado, com enredo sobre os sabores brasileiros … Leia mais…Rocinha agradou o público com desfile marcado pela irreverência

A Acadêmicos da Rocinha, que foi a oitava escola a entrar na Passarela do Samba na Sexta-Feira de Carnaval para tentar o campeonato da Série A, fez um desfile irreverente contando com a alegria de seus componentes para deixar uma boa impressão. Mas não só os desfilantes foram responsáveis pela boa passagem da escola de São Conrado pelas pista oficial do Carnaval do Rio. Contando o enredo “Mistura de Sabores e Raças – Uma Feijoada à Brasileira”, o carnavalesco Luiz Carlos Bruno, repetiu a bem-sucedida fórmula de criar um desfile marcado pela irreverência, para levar à Avenida os diversos pratos que fizeram da culinária brasileira uma das mais ricas do mundo, por ter absorvido características importadas dos imigrantes.

A comissão de frente, sob o comando do experiente e competente Sergio Lobato foi um dos pontos altos do desfile. Os componentes se dividiram para representar um cozinheiro, sambistas, vestidos com o clássico figurino de chapéu e camisa listrada, e um grupo de meninas fantasiadas de gatas, acabaram simulando o popular churrasquinho de rua e arrancando aplausos animados no público.

O canto dos componentes, que evoluíram com alegria com a maioria das fantasias leves, também colaboraram para fazer do desfile da Rocinha um dos mais agradáveis da primeira noite de espetáculos na Marquês de Sapucaí.

Divulgação

 

 

 

Comente este notícia

Deixe uma resposta