in , , , , ,

Samba fez a diferença no desfile da Portela


A Portela, com a força de seus componentes embalados por um dos melhores sambas do ano, fechou na madrugada de segunda-feira o primeiro dia de espetáculos na Marquês de Sapucaí. No desfile sobre os 400 anos do bairro de Madureira, subúrbio carioca, e sobre os 90 anos de fundação da azul e branco, ficou claro que se tivesse havido investimentos de recursos a tempo de tocar barracão e ateliês, os portelenses poderiam ter deixado o Sambódromo com a certeza que estariam na disputa pelo campeonato esperado há tantos anos.

Logo na abertura da escola foi possível constatar que o elemento cênico da comissão de frente, comandada por Marcio Moura e que teve a participação do ator e diretor global Jorge Fernando, tinha problemas de acabamento. O conjunto de fantasias que a Portela mostrou também oscilou bastante em criatividade e em acabamento.

A águia, símbolo maior da escola, não causou impacto. Muito pelo contrário. Até desagradou torcedores mais conservadores. O carnavalesco Paulo Menezes se inspirou no estilo indígena para criar um dos motivos de orgulho da torcida, lembrando, no abre-alas, o desfile de 1970 (“Lendas e mistérios da Amazônia”), ano em que a escola conquistou seu último título.

Os pontos positivos do desfile, além do samba, do canto e da animação dos componentes foram a interpretação magistral de Gilsinho e a bateria de mestre Nilo Sérgio, realizando diversas paradinhas que contagiaram o público.

Um setor da passagem da escola que também agradou a plateia foi o que fazia referência ao Viaduto Negrão de Lima, em Madureira, ao baiies charme e ao basquete de rua entre dois times: um com a camisa da Portela e outro com as cores da Unidos da Tijuca. O “placar” da partida marcava 21 a 3, numa referência ao números de campeonatos conquistados por cada uma das escolas.

Paulinho da Viola encerrou a apresentação da escola como principal destaque do carro que reuniu ainda os bambas da Velha Guarda Show, liderados por Monarco.

What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Written by Redação TDS

Comments

Deixe uma resposta

Loading…

0

Comente este notícia

Mocidade não empolgou ao juntar samba e rock

São Clemente abriu a segunda noite com desfile mediano sobre as novelas da TV Globo