in , , , , , , ,

Tradição fez apresentação que pode levá-la a desfilar na Intendente Magalhães em 2015

Primeira escola a desfilar na Avenida no Sábado de Carnaval, quando passaram pela Marquês de Sapucaí mais nove agremiações da Série A, a Tradição fez um dos piores desfiles da noite. A opção por levar à Sapucaí o samba “Sonhar com rei dá leão”, que deu à Beija-Flor o título de 1976, o primeiro da história da escola de Nilópolis, não deverá ser suficiente para garantir a permanência da Tradição no grupo, já que o desfile foi marcado por alegorias e fantasias extremamente pobres, além de mal acabadas.

Dos três carros que a escola apresentou, apenas em um deles havia uma escultura: o último, que homenageava o lendário Natal, nome marcante na história do jogo do bicho e da Portela, exaltados no enredo. Mas nem o fato de o presidente da Tradição, Nesio Nascimento, ser filho de Natal fez com que ele caprichasse na confecção da alegoria, com simplicidade franciscana e com flagrantes problemas no acabamento.

Outro ponto negativo da passagem da azul e branco pelo Sambódromo foi o canto dos componentes, já que muitos mal sabiam entoar o refrão da obra de autoria de Neguinho da Beija-Flor.

Entre os destaques positivos do desfile, a apresentação do mestre-sala e da porta-bandeira: os adolescentes Thuan e Joana. A fantasia da comissão de frente, que representava o “Arauto dos anjos” também agradou.

A escola terminou o desfile como uma das cotadas ao rebaixamento, o que pode levá-la a desfilar, em 2015, em frente à sua quadra de ensaios (que já foi loja de veículos e que recentemente virou casa de show), na Estrada Intendente Magalhães, no Campinho, onde se apresentam as escolas dos grupos menos graduados do Carnaval carioca.

Fotos: Divulgação/Riotur

What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Written by Redação TDS

Com desfile irregular, Império Serrano não deve retornar à elite do Carnaval

Alegria da Zona Sul fez desfile animado, mas enfrentou problemas