Você está aqui
Página Inicial > Grupo Especial do Rio > Beija-flor > União da Ilha calcula as perdas

União da Ilha calcula as perdas

Compartilhe:

A União da Ilha do Governador ainda não pode calcular o prejuízo que teve com o incêndio que destruiu, na manhã desta segunda-feira, 7, parte de seu barracão na Cidade do Samba. O carnavalesco Alex de Souza disse que ainda não foi possível entrar no barracão, mas afirmou que várias alas da escola estavam sendo confeccionadas no 4º andar, onde funcionava o ateliê do barracão. Entre as fantasias destruídas, estão as da ala das baianas, passistas e da bateria.

Para Alex o principal foi não termos notícia de nenhuma vítima fatal. Ele ainda lamentou que um funcionário da Grande Rio tenha se jogado do barracão da escola.

– Não estou preocupado com competição. Pra mim o mais importante agora é não ter vítimas fatais. O resto a gente vê um jeito de recuperar. A disputa pelo título neste momento é o que menos importa. Uma pena que um funcionário da Grande Rio tenha pulado do alto do barracão. – concluiu o artista.

De acordo com o presidente Nei Filardis, que passou mal na quadra e precisou ser medicado, as alegorias foram retiradas do barracão, exceto o carro da aranha e a segunda parte do abre-alas.

– Infelizmente o tempo não vai permitir que nós refaçamos todas as nossas fantasias e as alegorias atingida. Perdemos uma alegoria que era o xodó da equipe do barracão, que era o carro da aranha. Mas não tem nada não. A União da Ilha vai pra Sapucaí mesmo que sem camisa, descalço, de bermuda.

Neste Carnaval o enredo da União da Ilha será “O mistério da vida”, baseado na obra “A Origem das Espécies”, de Charles Darwin.

Compartilhe:

Comente este notícia

Top