Você está aqui
Página Inicial > Carnaval 2013 > Unidos da Vila Santa Tereza teve problemas e deve ser rabaixada de grupo

Unidos da Vila Santa Tereza teve problemas e deve ser rabaixada de grupo

Compartilhe:

Com um dos sambas apontados como um dos melhores da safra de 2013, a Unidos da Vila Santa Tereza fez o desfile mais problemático da Sexta-Feira de Carnaval na Marquês de Sapucaí, na primeira noite de apresentações das escolas da Série A. O dilema da escola teve início já na concentração, quando os componentes tomaram ciência que algumas alas da escola entrariam na Avenida sem fantasias. E foi exatamente o que aconteceu: ritmistas e passistas cruzaram a pista sem indumentárias para ajudar a contar o enredo  “Axé – no caminho das águas sagradas”, do carnavalesco Guilherme Alexandre.

Na bateria, os rimistas usavam roupas comuns, enquanto a maioria das passistas desfilou com biquínis brancos, sendo que na falta deles, algumas moças optaram por usar simplesmente calça e sutiã da mesma cor.

Problema também enfrentaram os dois casais de mestre-sala e porta-bandeira. O segundo casal formado por Carlos Eduardo e Rosilane se apresentou na posição em que deveriam estar o primeiro casal, Marcinho e Shayene. Como o segundo casal foi apresentado aos julgadores como a dupla titular, deve ter sido avaliado pelos julgadores.

Além dos percalços relatados acima, a escola também se apresentou com fantasias e alegorias pobres, de nível bem inferior à maioria das escolas que se apresentou na mesma noite.

O desfile teve à frente da bateria Ariadna, ex-BBB. Foi a primeira vez que uma transexual ocupou este posto.

Divulgação

 

 

 

Compartilhe:

Comente este notícia

Deixe uma resposta

Top